• Felipe Thomes Rodrigues

Você está sendo um líder multiplicador ou redutor?


O que todos nós buscamos, direta ou indiretamente é estar no controle de nossas vidas para nos sentirmos poderosos e habilidosos. E qual é a relação disso com liderança?

Como líder, você tem a oportunidade de usar o chamado paradoxo do poder: você se torna mais poderoso quando você dá o seu próprio poder aos outros. Líderes de excelência sabem da importância de seus seguidores se sentirem fortes, capazes e eficazes. Os que não se sentem assim, sempre têm uma performance abaixo do esperado e contribuem pouco para que a organização atinja seus resultados.


Se sentir fraco, sem poder ou insignificante não é fácil né? Pense em uma situação que te fez sentir assim, como parte do jogo de outra pessoa. Veja se parece com alguma das situações abaixo:


  • “Ninguém se interessou, ouviu ou prestou atenção em minha opinião”.

  • “Meu supervisor me colocou para fazer coisas que ele não estava querendo fazer”.

  • “Minhas decisões não tinham o suporte do meu chefe, ele nem mesmo disse que me ajudaria caso algo desse errado”.

  • “As pessoas ignoraram ou não responderam minhas perguntas”.

  • “Eu não tive participação nenhuma na contratação de uma pessoa que tem que se reportar diretamente a mim”.

  • “Uma outra pessoa ganhou o crédito por meu trabalho duro”.

  • “Meu supervisor não se importou comigo como pessoa”.

  • “Informações essenciais para o meu trabalho foram retidas e impactaram minha performance”.


Agora pense no contrário, em situações as quais você se sentiu com poder e considerado:


  • “Todo os dados financeiros foram compartilhados comigo”.

  • “Pediram para eu assumir um projeto importante que eu nunca tinha feito antes”.

  • “Meu chefe gastou seu tempo para me dar feedback de como eu estava indo e onde eu poderia melhorar”.

  • “Meu gerente me disse que eu tinha grande potencial e que ele acreditava em mim”.

  • “Ela me deu a chance de aprender novas habilidades e me deu oportunidades de aplica-las”.

  • “Eu estava habilitado a tomar decisões a respeito de aspectos chave do projeto”.

  • “Meu gerente expressou publicamente a grande confiança em minha habilidade para completar a tarefa”.

Quando você se sente capaz de determinar seu próprio destino, quando você acredita que tem a capacidade de mobilizar recursos e suporte necessário para completar uma tarefa, então você persistirá em seus esforços para atingir isso.


Por outro lado, quando você se sente controlado por outros e tem pouco suporte, você mostra pouco comprometimento com a excelência. Mesmo que atinja, você ficará refletindo o quanto mais poderia ter se doado para aquilo.


E aí, você está sendo um líder multiplicador dando poder e encorajando os outros ou fazendo o contrário e sendo um líder redutor?

0 visualização

© 2018 by Journey Team

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now