• Felipe Thomes Rodrigues

Valorizar respostas certas não significa estar no caminho certo


Pixabay

Quando crianças, perguntávamos o porquê de alguns objetos e situações existirem, simplesmente porque tínhamos aquele olhar explorador com desejo de entender mais ao redor. A medida em que fomos crescendo, passamos a focar muito mais nas respostas do que em fazer perguntas que possam nos fazer crescer.


Vou exemplificar um pouco. Quando entramos no colégio, começamos a ser valorizados por ter a resposta certa e não por perguntar. O próprio sistema de provas e de nossa educação é assim. No trabalho não é diferente. Quem tem as melhores respostas é mais bem recompensado do que quem faz as perguntas. Além disso, perguntar muito diferente do convencional pode fazer você até ficar isolado e ser considerado uma ameaça.


Precisamos incentivar e promover um ambiente em que as perguntas sejam mais frequentes e mais valorizadas. Quando perguntamos, mandamos as pessoas (ou nós mesmos) a uma jornada mental na busca por respostas. Isso impacta diretamente em uma tomada de decisão com maior qualidade.


Perguntas desenvolvem pessoas. Elas ajudam elas a escapar dos seus próprios paradigmas ampliando suas perspectivas e forçando-as a tomar responsabilidade por seus próprios pontos de vista. Fazer perguntas aos seguidores também força o líder a ouvi-los ativamente. Essa ação demonstra o seu respeito por suas ideias e opiniões.


Pense sobre as questões que você tipicamente pergunta em suas reuniões, um a um, no telefone e em entrevistas. Qual o propósito de cada uma delas? Você as utiliza para refletir sobre os valores compartilhados de sua equipe? O que você gostaria que cada um prestasse atenção a cada dia?


Exemplos:

O que você fez hoje que ajudou a um colega?

O que você fez hoje para reconhecer o trabalho de um de seus colegas?

Qual um erro que você cometeu na semana passada, e o que você aprendeu dele?

O que você fez na semana passada para estar melhor essa semana?

Que mudança você fez na semana passada que veio de uma sugestão do cliente?


Como pode ter percebido, todas essas perguntas foram abertas. Esse tipo de pergunta ajuda a criar oportunidades de desenvolvimento. Existe uma cultura de que delegar tarefas operacionais deixa as pessoas em posições de liderança pensarem em um nível mais “estratégico”, mas nem sempre as tarefas são executadas da forma que poderiam ser.


Em vez de somente delegar, por que não aproveitar a oportunidade e encorajar as pessoas a se desenvolverem?


Exemplos:

Quem pode ajudar você a aprender a ser bom nessa tarefa essencial?

Como eu posso te ajudar a descobrir como fazer bem essa tarefa?


Perguntas podem ser feitas e encorajadas a todo momento. Você pode afunilar com um direcionamento só, ou fazer perguntas abertas e abrir um mar de possibilidades. A escolha é sua!

24 visualizações

© 2018 by Journey Team

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now