• Diogo Seixas

Perdoe-se, seja menos frustrado e realize mais.



Experiências definem quem você é. Quanto mais experiências você tem, mais você se conhece e mais você se desenvolve. É geralmente assim que você se descobre, por exemplo:


“Eu sei me virar sozinho?” - Experimente morar sozinho

“Eu sei falar em público?” - Faça uma apresentação

“Será que serei um bom presidente para minha organização?” - Vai lá e tenta.


O único problema é que, em grande parte do tempo, não nos permitimos ter essas experiências. Porque zilhões de medos e inseguranças passam pela nossa cabeça até que a gente simplesmente toma a decisão:


“Melhor não tentar e deixar isso pra depois.”

Mas aí, como você sabe se você é bom em algo se você nunca tentou fazer ou ser aquilo? É melhor mesmo não fazer nada?


Grande parte do problema de não se permitir experimentar coisas novas vem do intenso e profundo julgamento interno que temos sobre nós mesmos. Porque se der tudo errado, somos nada mais nada menos que um “fracasso”, uma desonra para nossa família, uma vergonha para nossos amigos, e ainda por cima, a única pessoa no mundo que conseguiu a proeza de fazer tudo errado!


Né?


NÃO!


PERDOE-SE!

Você não é a única pessoa no mundo que enfrenta desafios, que têm crises e que falha. Todo mundo passa por isso, logo é normal. Quando você aprende a se perdoar e tirar o melhor de toda e qualquer situação, você cresce menos frustrado com suas decisões, porque toda decisão te fará crescer.


E o mais legal é que quanto mais você se perdoa por não ser a melhor pessoa do mundo, maiores as chances de você se arriscar, menores são as suas frustrações e consequentemente maior a taxa com que você aprende sobre si mesmo e sobre o mundo.


Mas como se perdoar? Olhe pro espelho e fale consigo mesmo. Pense que está dando um conselho para um amigo que está passando por uma fase difícil. Isso te ajuda a entender a situação e procurar o que há de melhor nela.


Arriscar significa que algo pode dar errado. Se o desafio é muito grande tente quebrá-lo em pequenos passos (que podem ser suas mini-vitórias no caminho) que podem te ajudar a chegar no objetivo final. Essa prática te ajuda a construir a confiança em si mesmo e aumenta seu desejo natural por sucesso.


Resumindo:

Pense nas experiências que você quer ter;

Permita-se ao desafio;

Quebre-o em pequenas vitórias;

Se falhar, TÁ TUDO BEM!;

Perdoe-se;

Tire o melhor da situação;


Quero deixar um conselho/desejo do fundo do meu coração:

Eu prefiro que você falhe um milhão de vezes, do que ser infeliz por um milhão de anos pensando nas coisas que você poderia ter feito.
48 visualizações

© 2018 by Journey Team

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now